Montpellier, França O Tribunal de Apelação de Montpellier (sul da França) rechaçou, ontem, a petição de suspensão de pena apresentada pelo líder antiglobalização José Bové, e assim ele terá que cumprir dez meses de prisão pela detruição de plantaçõe de arroz modificado geneticamente, anunciou seu advogado François Roux.
''A justiça decidiu por dez meses de prisão a um dirigente sindical devido a uma operação sem violência e simbólica'', queixou-se o advogado, que pediu ao presidente Jacques Chirac tomar uma decisão a respeito do indulto.