Associated Press
de Urus-Martan, Rússia
Forças russas anunciaram ontem ter matado centenas de rebeldes chechenos que tentavam escapar para o sul da Chechênia para promover uma prolongada guerra de guerrilha contra a Rússia.
Cerca de 300 militantes foram mortos em combate nas proximidades das vilas de Katyr-Yurt e Shaami-Yurt, a sudoeste da capital Grozny, nos últimos dois dias, segundo o Kremlin.
Grupos de rebeldes têm fugido da destroçada Grozny desde o início da semana passada, algumas vezes entrando em confronto com tropas russas.
O presidente checheno, Aslan Maskhadov, afirmou numa entrevista publicada anteontem que suas forças iriam se concentrar por enquanto na guerra de guerrilha, mas iriam retornar posteriormente para Grozny.