Mouse com ajuste de sensibilidade, tamanho e peso, fones de ouvido 7.1, teclado mecânico, gabinetes com três ventiladores. Estas são apenas algumas características do computador de um gamer. Diferente do PC comum, o computador de quem joga geralmente é "construído" pelo próprio dono com componentes escolhidos cuidadosamente.
O analista de suporte Leonardo Félix investiu cerca de R$ 5 mil em um computador. Aplicou especialmente na placa de vídeo, na placa mãe e no processador, mas ainda assim considera que para uma máquina gamer, a configuração é modesta. O processador é octa core e o HD de 3 TB com memória SSD de 120 GB. "Minha máquina se enquadra mais entre os entusiastas de games (do que entre os gamers de verdade), mas é mais parruda que um computador comercial." Watch Dogs e Crisis 3 "rodam" sem travar e com qualidade de imagem Full HD no monitor de 27". "Em relação a gráfico, o PC não se compara a um videogame."
O mercado de acessórios e componentes para PCs aproveita a disposição deste público para comprar e lança produtos que trazem uma experiência cada vez melhor nos jogos. A começar pelo mouse, que pode ir além dos dois botões e da roda de rolagem no meio. Alguns modelos têm um botão por meio do qual o usuário pode alterar a sensibilidade do mouse, medida por dpi. Quanto mais dpis, mais rapidamente o cursor se movimenta sobre a tela.
Os mouses "gamer" podem vir ainda com botões ao lado, que servem para armazenar configurações de jogo. Estas configurações permitem, por exemplo, disparar diversos cliques com apenas um botão. Para isso, os equipamentos têm memória interna. "Tem gamer que dá mil cliques em um minuto. Mas os botões de configuração servem para o jogador poder dar mais cliques ao mesmo tempo", explica o desenvolvedor de produtos da Dazz, Antônio Nascimento. Um dos modelos da Dazz também vem com chave para regular a largura do mouse conforme o tamanho da mão do jogador.
Um dos produtos da marca Logitech permite ainda mudar as configurações de peso do mouse. Há seis "pesinhos" no seu interior que podem ser colocados ou retirados conforme a preferência do jogador. O botão de rolagem pode ainda ser configurada no modo "hyper scroll", caso o jogador precise de mais rapidez para rolar a tela.
Um acessório interessante para os gamers é o mousebang, que "segura" o fio do mouse, proporcionando uma maior liberdade de movimento. Para uma melhor imersão no jogo, também é importante um headset que tenha alta fidelidade de áudio. Os modelos no mercado chegam a ter até sete canais de áudio (7.1). Em relação aos monitores, as telas maiores – de 19" para cima – são as melhores para games, afirma o desenvolvedor de produtos da Dazz.

Teclado mecânico
Outro componente importante da máquina gamer é o teclado. A Logitech possui um modelo de teclado mecânico. O Country Marketing Manager da Logitech, Ricardo Filó, explica que o teclado comum é composto por uma membrana de borracha que atende a todas as teclas, enquanto o mecânico possui um circuito para cada tecla. "Isso dá mais precisão na hora do jogo."
O teclado também possui um botão "modo jogo", que impede que a partida seja interrompida quando o jogador "esbarra" em um botão que não devia. O gamer que se preze também pode querer um teclado com iluminação interna para jogar no escuro. "A maioria dos gamers gosta de ‘varar’ madrugada jogando", comenta Antônio Nascimento, da Dazz.

Imagem ilustrativa da imagem Raio X de um PC gamer



Continue lendo:
- Máquina de jogo

- Opinião de treinador