Homens também
desenvolvem sintomas
da gravidez
Os homens também sofrem alterações hormonais quando vão ser pais, segundo um estudo publicado pela revista britânica ‘‘New Scientist’’ no último sábado.
A pesquisa confirma pela primeira vez a idéia popular de que os homens reagem empaticamente à maternidade. A gravidez provoca na mulher uma elevação de vários hormônicos, como a prolactina, relacionada com a amamentação; o cortisol, hormônio relacionado com a atração que a mãe sente por seu filho; e o principal hormônio femino, o estradiol. A taxa destes hormônios diminuem depois do nascimento do bebê.
Estudos recentes sobre os animais mostraram que na maioria das aves, de certos roedores e de alguns primatas, os pais sofrem alterações hormonais durante o nascimento dos filhotes.
Segundo a revista, para saber se este fenômeno existe no homem, os pesquisadores do Memorial University em Saint Jean de Terranova (Canadá) extraíram amostras de sangue de 34 casais voluntários, em diferentes períodos da gestação da mulher.
As análises mostraram que os níveis hormonais dos pais também modificam durante a gravidez da parceira.
‘‘As variações nas mães são claramente superiores, mas o esquema é similar (nos pais)’’, explicou Anne Storey, que dirige a equipe científica. A taxa de testosterona diminui 33% depois do nascimento e o nível baixa ainda mais em pais com forte sentimento paternal.
A equipe detectou ainda sintomas de gravidez empática, como cansaço, alteração de apetite e aumento de peso. Segundo Storey, a mulher grávida, com seu comportamento associado aos feromônios, predispõe o pai à paternidade.
‘‘O fato de um casal estar unido prepara o quadro’’, concluiu Storey.