O Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Curitiba) vai colocar no ar, em novembro, o portal que deverá ser a principal referência para o construbusiness paranaense. No endereço www.sinduscon-pr.com.br, estarão hospedados os principais sites de empresas e de negócios relacionados à cadeia produtiva da construção civil do Estado.
Entre as ferramentas disponíveis, destaque para o e-business, que reunirá informações sobre as empresas do setor e permitirá a realização de transações comerciais, de forma simples, rápida e econômica. O comércio eletrônico no portal vai incorporar todos os segmentos – de material de construção, móveis e decoração, venda e locação de imóveis, profissionais liberais e empresas fornecedoras da construção civil, até fabricantes de produtos e construtoras.
‘‘O portal vai funcionar em duas frentes. Teremos o business to business e o business to consumer. No primeiro, será o contato entre empresas. No segundo, é a empresa se relacionando com o público consumidor’’, explica Luiz Walter Chalusnhak, diretor da Administradora Construere, responsável pelo gerenciamento do site.
Num link permanente com as demais entidades representativas do setor, abandona o formato do site institucional, oferecendo outros serviços aos associados. Entre as opções, a confecção de uma home page personalizada para cada empresa; o comércio eletrônico (e-commerce) de material, imóveis, móveis e decorações; a contratação de profissionais, como arquitetos, engenheiros e outros; o e-procurement, ou seja, procura por boas oportunidades de negócios; consultas para alvarás (guia amarela), análise de projetos, certidões negativas, licitações, informações sobre crédito imobiliário, serviços de seguros e até a previsão do tempo estarão à disposição. Além disso, a atualização permanente de informações sobre o CUB, indicadores, pesquisas e demais serviços oferecidos pelo sindicato.
Todo o conteúdo do portal será de responsabilidade do Sinduscon-PR. Completando a parceria, a empresa Visywork E-business System será a responsável pelo desenvolvimento do portal, utilizando tecnologia de ponta disponível no País.