|
  • Bitcoin 109.004
  • Dólar 5,2387
  • Euro 5,5409
Londrina

Imobiliária & Cia

m de leitura Atualizado em 24/01/2022, 16:53

Circuito do Mobiliário terá duas semanas de negócios

Evento será realizado em Arapongas a partir de 18 de janeiro

PUBLICAÇÃO
sábado, 15 de janeiro de 2022

.
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
O município de Arapongas tem o maior polo moveleiro do Paraná O município de Arapongas tem o maior polo moveleiro do Paraná
O município de Arapongas tem o maior polo moveleiro do Paraná |  Foto: Arquivo Folha
 

O município de Arapongas vai sediar, de 18 de janeiro a 5 de fevereiro, o Circuito Paranaense do Mobiliário. O evento, que nasce com a proposta de ser o maior encontro entre lojistas de todo o Brasil negociando diretamente nas fábricas de móveis, será dividido em duas etapas.

As duas primeiras semanas serão dedicadas aos negócios, com as indústrias recebendo os lojistas em seus showrooms e empenhadas em gerar resultados para ambas as partes. “Durante duas semanas, os lojistas vão passar pelo CAV (Centro de Apoio do Visitante), instalado no Senai, onde terão uma apresentação prévia das empresas participantes. Dali, em transporte disponibilizado pela organização, eles seguirão para as fábricas. A ideia é usar a estrutura do CAV e principalmente das próprias indústrias para encantar esses clientes, gerando um ambiente para bons negócios e abrindo novos horizontes para o nosso segmento”, afirma José Lopes de Aquino, presidente do Sima (indicato das Indústrias de Móveis de Arapongas).

Na terceira semana será desenvolvida a outra etapa do circuito, com ações voltadas para a comunidade. “Nessa etapa, algumas empresas receberão visitas programadas, abrindo suas portas para os estudantes. A ideia é que os jovens cresçam conhecendo melhor o potencial do parque moveleiro da cidade onde vivem, bem como as oportunidades de trabalho que ele oferece. Além disso, outras ações serão realizadas em conjunto com o Senai, em uma apresentação de como funciona o processo na indústria de móveis, desde a fase de pesquisa e desenvolvimento, passando pela engenharia e pela produção”, acrescenta Aquino. As informações são da assessoria de imprensa do sindicato. 

O município de Arapongas tem o maior polo moveleiro do Paraná, movimentando mais de R$ 2,6 bilhões por ano e gera mais de 10 mil empregos diretos.