Arquitetos lançam linha de móveis para espaços pequenos São 60 peças para escritórios e residências em cores básicas, que deverão chegar com preços acessíveis ao consumidor ReproduçãoPeças da Mercado Incomum: idéia de produzir móveis menores nasceu da necessidade de buscar alternativas para decorar ambientes pequenos, sem perder o conforto Célia Baroni De Londrina Móveis pequenos para espaços pequenos, com design e produzidos em escala industrial a custos acessíveis ao consumidor. Esta é, resumidamente, a proposta dos arquitetos e designers Júlio Pechman e Aureliano Menezes, de São Paulo, donos da marca ‘‘Mercado Incomum’’. Os móveis da grife têm em comum linhas arrojadas e leves. Suas medidas são menores que os disponíveis no mercado atual e suas cores e versões se adaptam facilmente a móveis de outros estilos sem prejuízo da decoração do ambiente. Os móveis projetados por Pechman e Menezes são componíveis, o que permite um melhor aproveitamento do espaço. Pechman cita como exemplo as mesinhas da nova linha que podem ser colocadas juntas para um jantar com os amigos ou uma reunião de negócios. Terminado o compromisso, elas voltam ao lugar anterior. ‘‘A repetição é sempre bonita’’, garante. A linha de móveis pequenos tem a maioria de seus produtos voltados para escritórios. Mas também conta com muitas peças pensadas para residências, e algumas bivalentes, que se adaptam aos dois tipos de espaço. A idéia de produzir móveis menores, diz Pechman, nasceu da necessidade de buscar alternativas para decorar ambientes pequenos, sem perder o conforto. Mas os arquitetos queriam mais que um produto bonito e funcional. Pechman e Menezes apostaram em um projeto que viabiliza a chegada do produto ao consumidor a preços acessíveis. ‘‘Trabalhamos na redução de custo e na garantia de qualidade’’, conta. No projeto, eles priorizam ainda uma fórmula de produção em série através de um pool de pequenas empresas. A receita permite o crescimento das pequenas empresas envolvidas e força o aumento da contratação de mão-de-obra, contribuindo para a geração de mais empregos. Para coordenar o projeto e viabilizar a produção com qualidade e preço compatível, afirma, foi necessário reduzir a disponibilidade de modelos e padronagens dos tecidos dos estofados. Por isto, inicialmente, as peças desta linha só serão disponibilizadas nas cores verde amarronzado, fendi e beringela. Os estofados têm cores cores claras e básicas. A linha nasce com 60 peças. As principais foram apresentadas no 3º Salão Internacional de Decoração, Arquitetura e Design (D.A.D) realizado no Expô Centro Norte, em São Paulo, paralelamente à 20ª Gift Fair Internacional, a maior feira de bens de consumo da América Latina e uma das mais importantes do mundo.