|
  • Bitcoin 103.514
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Imobiliária & Cia

m de leitura Atualizado em 14/08/2021, 00:05

A cor, o charme e a durabilidade do genuíno tijolo inglês

Empreendimento na capital paranaense importou da Inglaterra 280 mil peças que revestirão prédio de alto padrão

PUBLICAÇÃO
sábado, 14 de agosto de 2021

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Sacada do edifício Queen Victoria com os tijolos aparentes da Wienerberger Sacada do edifício Queen Victoria com os tijolos aparentes da Wienerberger
Sacada do edifício Queen Victoria com os tijolos aparentes da Wienerberger |  Foto: Marcelo Stammer/Divulgação
 

A fabricante inglesa de tijolos Wienerberger já exportava para o Oriente Médio e para a Ásia. Agora, desembarcou no Brasil, diretamente em Curitiba, onde seus produtos vão revestir  a fachada de um imponente edifício residencial, o Queen Victoria. 

Segunda a assessoria de imprensa da Construtora San Remo, responsável pelo empreendimento, foram mais de 20 contêineres do revestimento, em um total de 280.000 peças, que traz uma atmosfera britânica com toques de tradição e modernidade.

 Fundada em 1819, a Wienerberger apresenta aos seus clientes inovações em paredes, telhados e paisagismo com centenas de cores, texturas, estilos e formas. Segundo a construtora, este é o primeiro projeto no Brasil, com os tijolos fabricados na Europa. “Procuramos esses tijolos aqui no Brasil e também na Argentina, mas não encontramos nenhum fabricante capaz de fazer os autênticos tijolos ingleses. A melhor alternativa foi mesmo buscá-los na Europa”, diz o diretor da empresa e engenheiro civil, João Carlos Perussolo.

  Segundo a empresa Wienerberger, por milhares de anos, os elementos fogo, água, ar e terra foram usados para produzir um material de construção de incomparável utilidade e atratividade. O tijolo de barro, como um material de construção natural e sustentável, é versátil e durável com excelente desempenho de ciclo de vida., garante o fabricante. 

 Os produtos exportados ajudam a reduzir o impacto ambiental dos empreendimentos, afirma a assessoria de imprensa da empreendedora, explicando que os materiais de construção em argila, com sua alta massa térmica, reduzem a demanda de energia para aquecimento e resfriamento.

Com fórmula guardada a sete chaves, o tijolo da empresa inglesa tem como atributos resistência a inundações, pragas, crescimento de vegetação e proteção contra flutuações de temperatura externa.

”Os tijolos maciços possuem características físico-químicas totalmente diferentes dos oferecidos no Brasil para utilização em alvenarias aparente. A massa do tijolo inglês é muito mais densa, superando o peso do nacional em até 50%. Sua tonalidade avermelhada com nuanças de preto não seria possível ser reproduzida com o barro nacional,” conta Perussolo.