Londrina - A menos de uma semana do Dia de Finados, a situação do Cemitério Jardim da Saudade, localizado na Zona Norte de Londrina, é alvo de críticas dos vistantes. Os maiores problemas apontados pela população são a sujeira e o muro dos fundos, que caiu durante o temporal do dia 15 e ainda não foi reconstruído.
Para o pedreiro Reginaldo Gonçalves dos Santos, de 19 anos, o muro foi feito de maneira inadequada. ''Deveria ser mais reforçado, com espaços para vazão da água, mas da maneira que foi realizado está muito ruim. Ninguém faria um trabalho desses em sua casa'', alfinetou.
Também pedreiro, Marcos Pereira, 65, cobra a administração municipal, que, segundo ele, demorou para promover os consertos necessários após as fortes chuvas. ''A sujeira está bem pior do que nos anos anteriores, com vários sacos de lixo que não foram recolhidos perto dos túmulos'', apontou.
O resultado da falta de manutenção é a dificuldade que os visitantes enfrentaram para deixar tudo em dia para o Dia de Finados. ''Levei 40 minutos para limpar todos os túmulos da minha família, mas boa parte do tempo gastei retirando a terra da calçada em volta do jazigo'', declarou Iranita Fernandes Severino, 66. Outro problema apontado pela cozinheira é o abandono de sacos de lixo pelo cemitério. ''É um desrespeito porque nossos entes queridos estão aqui e é preciso cuidar do espaço com bastante amor.''
A capela onde está enterrada a mãe do servidor público Irineu Severino, 65, foi atacada por vândalos. ''Quebraram todos os vidros. Mas quem é que pode contra essa mentalidade do povo'', conformou-se.
Já a crítica da operadora de caixa Aline Aparecida Costa, 30, é contra a falta de calçadas e gramados, que faz com que a lama tome conta do local nos dias chuvosos. ''Passei em um cemitério do Centro e lá é tudo pavimentado e organizado. Por que aqui não é como lá?'', questionou.
O diretor da Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf), Márcio Franco, informou que foi feito plantio de grama e árvores no Jardim da Saudade e que a reforma do banhheiro está em fase final. Declarou ainda que o processo de licitação é demorado, por isso existe a possibilidade de que o muro não esteja pronto até o Dia de Finados.
''Nesse caso um tapume será colocado no local'', declarou. Sobre o lixo acumulado, Franco garantiu os sacos de lixo e restos de arranjos e coroas de flores que estão jogados no local serão retirados antes do dia 2 de novembro.
O prefeito Barbosa Neto (PDT) disse ontem que uma série de ações para melhorar a infraestrutura nos cinco cemitérios municipais na cidade e no Distrito de Maravilha estão em andamento.
A superintendente da Acesf, Luciana Viçoso, garantiu que os trabalhos estarão concluídos até o Dia de Finados, quando 200 mil visitantes devem passar pelos cemitérios do município. Entre as principais melhorias anunciadas estão o recape asfáltico das vias internas do Cemitério São Pedro, no Centro da cidade, e a recuperação das vias internas do Cemitério João XXIII, no Jardim Higienópolis (Área Central).(Colaborou Eli Araujo)

Confira fotos da situação atual do Cemitério Jardim da Saudade (Zona Norte)

Visitantes criticam condições de cemitério
Visitantes criticam condições de cemitério Visitantes criticam condições de cemitério Visitantes criticam condições de cemitério Visitantes criticam condições de cemitério Visitantes criticam condições de cemitério