Vai-Vai e X-9 são as campeãs em São Paulo; Tom Maior e Unidos do Peruche foram rebaixadas7/Mar, 11:59 Por Roseli Loturco São Paulo, 07 (AE) - A escola de samba Vai-Vai que levou à avenida a história do País de 1984 até a atualidade com críticas e sátiras aos principais políticos do País é uma das campeãs do Grupo Especial, dividindo o título com a escola X-9 Paulistana, que não despontava entre as favoritas, e teve como tema do seu desfile o ciclo do café e a aristocracia paulistana da época. As duas escolas atingiram cada uma o total de 199,5 pontos, a maior pontuação das escolas em São Paulo. A Vai-Vai conquistou a nota máxima nos quesitos bateria, harmonia, evolução, melodia, letra do samba, mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente, alegoria e fantasia e perdeu e meio ponto no quesito enredo. Já a X-9 Paulistana conquistou as melhores notas nos quesitos bateria, harmonia, melodia, mestre-sala e porta-bandeira, alegoria e fantasia, perdendo pontos um ponto no quesito Comissão de Frente e meio ponto na letra de samba. "O carnaval da cidade de São Paulo cresceu muito e está se tornando um dos mais respeitados do País, competindo em pé de igualdade com o carnaval carioca. Vai-Vai, X-9, Gaviões e Nenê apresentaram desfiles que arrancaram aplausos do público que veio ao sambódromo sexta e sábado e apresentaram luxuosas fantasias, alegorias, enredo de primeira linha, harmonia, bateria, enfim apresentaram carnaval digno de ser visto e apreciado pelos mais exigentes juízes que fizeram parte da nossa comissão julgadora", disse Robson de Oliveira, expresidente da Liga das Escolas de samba. "A Gaviões, apesar de não ter conquistado o título, merece nossas especiais considerações pelo valor de seu desfile", disse. A escola, que levou ao sambódromo o tema "Um Vôo para a Liberdade", retratando a influência do iluminismo nos movimentos revolucionários do fim do século XVIII, liderou a contagem até 50 minutos após o início da apuração, mas perdeu pontos nos quesitos bateria, mestre-sala e porta-bandeira, ficando meio ponto atrás das escolas campeãs e conquistando o 2º lugar na classificação geral. Dividiram o 3º lugar as escolas Rosas de Ouro, Mocidade Alegre e Nenê de Vila Matilde. O 4º lugar ficou para Camisa Verde, seguida por Leandro de Itaquera e Acadêmicos do Tucuruvi. Estas são as seis escolas que desfilarão no próximo final de semana nas passarelas do sambódromo, em São Paulo, na apoteose. A partir das 9 horas de amanhã estarão a venda os ingressos para o desfile das escolas campeãs com 50% de desconto com relação ao valor cobrado nos dias dos desfiles. Tumulto - Durante a apuração houve uma pequena confusão entre as torcidas da Gaviões da Fiel e da Vai-Vai quando a escola do Biviga tomou a dianteira na apuração. Os presidentes das escolas José Cláudio de Almeida Moraes, o Dentinho, da Gaviões, e Alberto Alves da Silva Filho, o Betinho, da Nenê de Vila Matilde também trocaram ofensas durante os minutos finais da apuração. Mas tudo terminou em clima de festa entre as torcidas das escolas campeãs. Rebaixadas - As escolas Tom Maior e Unidos do Peruche foram rebaixadas do Grupo Especial para o Grupo 1. A Unidos do Peruche além da baixa pontuação, 174 pontos, já entrou com menos 15 pontos porque teria desfilado com 1.829 componentes, quando o regulamento exige um mínimo de dois mil. "A Peruche irá recorrer através de liminar pela perda dos 15 pontos que a Anhembi Turismo lhe conferiu. É um direito que a escola tem, mas os critérios seguidos pela Anhembi são e sempre foram extremamente rigorosos. É difícil que a escola consiga algum resultado", considerou Robson.