Brasília, 07 (AE) - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) inicia, no próximo dia 17, uma campanha de conscientização para que o brasileiro exerca o seu direito de voto, em vez de apenas justificar sua ausência do domicílio eleitoral em dia de eleição. A campanha deve-se ao fato de que, nas eleições majoritárias de 1998, um total de 9,568 milhões de eleitores, o equivalente a 9,1% do universo de todos os brasileiros com direito a voto, justificou seu voto. Além disso, desse total 586.605 preencheram erradamente os formulários, que foram rejeitados pelo sistema do TSE. Com isso, passaram a fazer parte da relação dos que nem votaram e nem justificam seu voto e, portanto, encontram-se em falta com a Justiça Eleitoral.
Um boletim distribuído hoje pela Assessoria de Comunicação Social do TSE informa que o presidente do tribunal, ministro José Néri da Silveira, acredita que a maior parte das justificativas é de eleitores que não residem mais no domicílio de origem e nem têm condições de comparecer às suas zonas eleitorais para votar. Ele sugere que esses eleitores transfiram seus títulos para onde residem atualmente.