Brasília, 06 (AE) - O Tesouro Nacional anunciou hoje os detalhes da primeira operação de compra de títulos públicos, marcada para a próxima terça-feira. Nessa transação, inédita, serão comprados R$ 5,5 bilhões em Letras do Tesouro Nacional (LTN), papéis de remuneração prefixada emitidos pelo próprio Tesouro, com vencimento marcado para 2 de fevereiro de 2000. O governo já havia anunciado sua intenção de recomprar títulos em dezembro passado, quando divulgou o cronograma de leilões a serem realizados pelo Tesouro neste mês.
A medida, segundo informa nota divulgada hoje, tem como objetivo reduzir o montante de dívidas a vencer naquela data e também "fornecer a opção de venda do papel para o detentor num momento em que este título não apresenta liquidez no mercado secundário." Para o dia 2 de fevereiro, além dos R$ 5,5 bilhões de LTN, estão programados vencimentos de R$ 1,3 bilhão em Notas do Tesouro Nacional (NTN) série S e mais R$ 922 milhões em outros papéis.
Após o leilão de compra de LTN, o Tesouro realizará um leilão de venda de títulos, como ocorre tradicionalmente. Serão oferecidos R$ 2,5 bilhões em LTN de três meses, R$ 1 bilhão em LTN de seis meses e R$ 2,5 bilhão em Letras Financeiras do Tesouro (LFT) de 12 meses.