A rebelião de 420 dos cerca de 800 presos da Penitenciária Estadual Nelson Hungria, em Nova Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, terminou na manhã de ontem depois de 21 horas de tensão, nas quais 66 pessoas, entre elas 17 crianças, ficaram como reféns. Durante a madrugada, os presos de seis dos 12 pavilhões da unidade destruíram 320 celas, incendiaram colchões e destelharam os prédios, mas ninguém ficou ferido. A rebelião foi encerrada graças a um acordo de 11 itens, assinado ainda de madrugada entre os detentos e representantes da Justiça e do governo mineiro. Vinte e um detentos foram transferidos para outros presídios.