Brasília, 01 (AE) - Por falta de quórum para deliberação o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), suspendeu a sessão de hoje do plenário da Casa em que pretendia pôr em votação mais alguns dos cerca de 15 destaques que ainda faltam para concluir a análise, em primeiro turno, da proposta de emenda constitucional (PEC) da reforma do Poder Judiciário. Para abertura de uma sessão normal, é necessária a presença de 51 deputados e, com o objetivo de deliberar qualquer projeto, quórum de 257. Este quórum sobe para 308 deputados (três quintos do número de parlamentares da Câmara), quando da votação de PECs. Entretanto, somente 265 parlamentares haviam registrado presença hoje à tarde. Agora, a Câmara não realizará mais sessões deliberativas esta semana e nem na próxima. Isto somente voltará a ocorrer na semana posterior à do carnaval.