Brasília, 1 (AE) - O presidente da Tele Centro Sul, Henrique Neves, confirmou há pouco que a empresa entregou ontem uma proposta de aquisição da CRT e disse que a oferta está amparada por instituições financeiras. Ele disse que está impedido de informar quais são as instituições e o valor da oferta e citou apenas que notícias nos jornais de hoje falam em valores de US$ 1,090 bilhão. Ele disse ainda que se a oferta for aceita pelos vendedores, a TCS não tem intenção de incorporar a CRT em sua área de atuação na região Sul, devendo mantê-la como empresa independente. Neves lembrou que os vendedores têm até a noite do dia 4 de fevereiro para abandonar o controle da CRT.
Ele comentou que a CRT representa 35% da TCS, com 1,7 milhão de linhas. A aquisição faria com que a nova empresa passasse a possuir 6,9 milhões de linhas, ficando em terceiro lugar no mercado brasileiro, atrás da Telemar com 1 0 milhões e da Telefônica com cerca de 8 milhões de linhas. A principal vantagem da incorporação é a sinergia operacional, principalmente no aumento do poder de compra e na redução dos custos de captação financeira.