|
  • Bitcoin 236.842
  • Dólar 5,5670
  • Euro 6,3053
Londrina

Geral 5m de leitura Atualizado em 14/01/2022, 17:21 assinante

TCGL tem 30 colaboradores do transporte afastados por Covid-19

CMTU e empresa de ônibus de Londrina justificam que surto não afeta atendimento à população

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Guilherme Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem TCGL tem 30 colaboradores do transporte afastados por Covid-19
|  Foto: Arquivo FOLHA
 

Ao todo,  30 colaboradores da TCGL (Transporte Coletivo Grande Londrina)  estão afastados em decorrência de casos confirmados ou suspeitos de Covid-19. Segundo a empresa que opera 65% do transporte público na cidade, os casos de contaminações  ocorreram no âmbito familiar e não na empresa.

Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa da TCGL, a maioria dos motoristas e funcionários cumprem isolamento preventivo porque familiares manifestaram sintomas da doença.   "As empresas reforçam que os colaboradores continuam seguindo todos os protocolos de prevenção para a execução do serviço, como o uso de máscaras , álcool gel e higienização dos ônibus, além do monitoramento do Departamento Médico" diz a nota.   

Ainda de acordo com a TCGL, os afastamentos não afetaram a operação do transporte e o atendimento à população continua dentro da normalidade. A FOLHA procurou a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), que também pontua que o surto de Covid-19 entre funcionários da concessionária não afetou o transporte coletivo em Londrina. 

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM