Sorocaba multa moradores que não colaboram A prefeitura de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, começou a multar os munícipes que mantêm locais propícios para a criação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre amarela. Já foram aplicadas, com base em uma lei municipal de 1998, duas multas de R$ 212,82 e R$ 266,02, respectivamente. Sorocaba registrou três casos de dengue este ano e, em um deles, o doente adquiriu a doença no próprio município. Só este ano foram detectados 38 focos do mosquito Aedes aegypti no município. O Instituto Adolfo Lutz confirmou o primeiro caso de dengue autóctone – contraído na própria cidade – este ano em Bauru (SP). A divulgação foi feita junto com o resultado positivo de outro paciente, que contraiu a doença em Minas Gerais. Com isso, subiu para cinco os casos registrados na cidade este ano. (A.E.)