Sonda pode ser destruída para evitar contaminação3/Mar, 15:18 TUCSON, Arizona (AE-AP) - A sonda Galileu, da Nasa, poderá ser destruída para evitar a possível contaminação de Europa, uma das luas de Júpiter, com micróbios terrestres. Em Europa há condições que podem favorecer o surgimento de vida. A Galileu foi lançada em 1989, e já superou sua expectativa de vida útil. Um membro do comando da missão Galileu diz que a possibilidade de se destruir a sonda em 2002, levando-a a chocar-se com Júpiter ou com uma das outras luas do planeta, está em estudos. "Ela nunca foi submetida a uma quarentena, e nem desinfetada antes de sair da Terra", disse o astrônomo Michael Burton. "Mas é difícil imaginar algum germe que sobrevivesse à radiação que a sonda recebeu", completou. Acredita-se que Europa tenha um oceano líquido sob sua camada superficial de gelo. No fundo desse oceano, talvez alimentando-se na energia do núcleo do planetóide, podem haver formas primitivas de vida. Jim Erickson, coordenador do projeto Galileu, confirma que há estudos para evitar o contato da sonda com Europa. Além da destruição por impacto, estuda-se lançar a sonda numa trajetória que a leve para longe do sistema joviano.