Brasília, 01 (AE) - O sistema financeiro brasileiro não registrou nenhum problema nos testes realizados hoje entre as instituições e o Banco Central para verificar o funcionamento dos equipamentos após a virada do ano. "O quadro é de absoluta normalidade", ressaltou o coordenador do Banco Central para ações contra o Bug do ano 2000, Antônio Gustavo Matos do Vale. A direção do BC resolveu interromper os trabalhos de seu centro de acompanhamento neste domingo, assim como o Centro de Coordenação Geral (CCG) do Ministério da Defesa. Segundo o comandante Carlos Alberto Guerra, coordenador adjunto do CCG, apenas os centros setorias - como das agências de energia (ANEEL) e telecomunicações (Anatel) - manterão suas equipes de plantão.
"Voltaremos às atividades do Centro a partir das 8 horas da manhã de segunda-feira para fazermos uma avaliação final de todos os trabalhos", afirmou.
Na tarde deste sábado os bancos instalados no País repassaram seus relatórios sobre as atividades de seus caixas eletrônicos e testes internos ao centro de acompanhamento do Banco Central. Segundo Matos do Vale, todos os caixas eletrônicos instalados no Brasil funcionaram perfeitamente, assim como não foi registrado nenhum problema nos testes individuais realizados pelos bancos com suas redes de agências. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, simulou a abertura de 53 agências, e não foi identificado nenhum problema.
O Banco Central também processou seu balanço do dia 31 de dezembro de 1999 e liberou, ainda no final da tarde de sábado, o acesso a estas informações para as demais instituições financeiras do País através do Sisbacen. "Os bancos realizaram suas consultas ao Sisbacen sem nenhum problema", disse Vale. Através deste sistema as instituições financeiras podem fazer consultas sobre seus saldos nas chamadas contas de reserva bancária junto ao BC bem como avaliar seus saldos cambiais.
O centro de acompanhamento do BC voltará suas atividades a partir da segunda-feira, considerado verdadeiramente como o dia mais crítico após a virada do ano, já que será o primeiro dia útil para o sistema financeiro. Apesar disso, Matos do Vale não acredita que será registrado nenhum tipo de problema nas operações do sistema no início da próxima semana.
As bolsas de valores também realizaram testes com seus sistemas operacionias hoje sem nenhum registro de problemas. "Todas as operações como negociações, liquidação financeira, escrituração de debêntures, e negócios através de anexo IV (por onde é feito a aplicação de estrangeiros em bolsas no Brasil), entre outras, foram testadas e aprovadas", informou Vale, com base em relatório encaminhado ao BC pela direção da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), após teste conjunto com as principais bolsas de valores do País, entre elas a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) e a Bovespa.