TOTAL DE 24.182 -

Secretaria de Saúde de Maringá confirma 78 novos casos de Covid-19


Vitor Ogawa - Grupo Folha
Vitor Ogawa - Grupo Folha

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Maringá confirmou 78 novos casos de Covid-19 nesta sexta (31). Na soma geral são 24.182 casos confirmados no município. Nenhum óbito foi registrado nas últimas 24 horas, o que mantém Maringá com 54 óbitos. 


A saúde também retirou 5 casos do total de positivos, porque foram identificados como residentes de outras cidades. Atualmente há 66 internados, dos quais 37 estão na UTI e 29 estão na enfermaria. Há 664 pacientes em isolamento domiciliar e 2754 casos foram encerrados ou recuperados. Há 18 suspeitos internados, todos adultos, dos quais dois estão na UTI e os demais na enfermaria.




Dos 24.182 notificados, há 4.572 suspeitos em acompanhamento e 16.054 casos encerrados. 


Sobre a ocupação hospitalar, a matriz é de risco alto, já que dos leitos gerais (SUS + Privado) dos 231 leitos UTI Adulto, 168 estão ocupados (72,73%). Dos 1449 leitos de enfermaria adulto, 801 estão tomados (55,28%). Dos 59 leitos de UTI Neo/pediatria 35 estão ocupados (59,32%). Dos leitos exclusivos Covid/SUS, dos 55 leitos de UTI adulto, 32 estão tomados (58,18%) . Dos 120 leitos de enfermaria, 25 estão com pacientes (20,83%). Dos nove leitos UTI Neo/pediatria, apenas um está ocupado (11,11%). 


A prefeitura também divulgou uma análise baseada em dados do dia 27, quando Maringá tinha 3.244 casos confirmados.  O índice de positividade geral é de 22,14%, com base nas coletas realizadas em unidades sentinelas entre 16 de abril e 26 de julho. Segundo o comunicado, 76,9% dos casos confirmados foram recuperados. A faixa etária mais atingida possui entre 20 e 59 anos (77,2%); seguida pela faixa dos que possuem acima de 60 anos (14,5%) e pela faixa com menos de 19 anos (8,3%). 


O material aponta que 53% dos atendimentos foram realizados na rede pública e 47% na rede privada. 

As UBS com maior incidência de casos por 10 mil habitantes são: UBS Zona 6 (354/10 mil); UBS Vila Operária (210/10 mil) e UBS Maringá Velho (120/ 10 mil) e UBS Alvorada III (128,19/10 mil). Embora as taxas de incidência apresentam-se de forma heterogêneas nas abrangências das Unidades Básicas de Saúde, verifica-se que o risco da doença está distribuído espacialmente em todo o perímetro urbano do município.



As categorias mais atingidas pela doença são: profissionais de saúde (455); setor administrativo (311); desempregado e do lar (255); outras categorias (229); vendedor, atendentes ou caixas 9203).

Os sintomas mais comuns entre os positivados foram tosse, febre, dor de garganta; coriza e falta de ar. Observando-se os sinais e sintomas apresentados pelos pacientes, a tosse correspondeu a 56,63 % dentre os casos seguidos de dor de garganta 35,4 %, febre com 32,79 %, coriza 31,31 % e dispneia 20,33%.


Em 82,1% dos pacientes com COVID-19 não apresentaram comorbidades e apenas 17,9% dos casos positivos apresentaram comorbidades, predominando as doenças cardiovasculares, doenças metabólicas e asma.


No mês de maio/2020 o comportamento das internações se faz de forma linear, enquanto a partir de junho verifica-se um aumento significativo das internações. Havendo um salto de 21 internações entre as semanas epidemiológicas 28 e 29. Quanto aos óbitos, também foram mais expressivos a partir da semana epidemiológica 22, totalizando até o período 49 óbitos.



CURVAS DE CONTÁGIO Paraná

Londrina

MAPA VEJA TAMBÉM Mapa em tempo real mostra a evolução do coronavírus no Paraná https://www.folhadelondrina.com.br/geral/mapa-do-coronavirus-no-parana-2982678e.html GRÁFICO DE CASOS POR DIA EM LONDRINA

OUTRAS CIDADES JUNTAS

CARDS DOS BOLETINS (PARANÁ, LONDRINA, BRASIL)

OUTRAS CIDADES SEPARADAS Curitiba

Maringá

Cascavel

Foz do Iguaçu

Campo Mourão




Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo