Riad, 13 (AE-AP) - Autoridades sauditas cortaram neste domingo (13) a mão direita e o pé esquerdo de um saudita e dois iemenitas por roubo, informou o Ministério de Interior por meio de comunicado.
O saudita Abdul-Kahir al-Garni e os iemenitas Mamdouh Sufiani e Hassan Hassan, foram considerados culpados por assaltar taxistas utilizando facas, dizia o comunicado divulgado pela oficial Agência de Notícias Saudita.
No mês passado, um saudita teve a mão direita e o pé esquerdo amputados por sodomia.
A interpretação da lei islâmica na Arábia Saudita prevê a amputação de um pé e uma mão para os crimes de sodomia e roubo. Assassinos, estupradores, traficantes de drogas e assaltantes com armas de fogo são degolados.
As execuções - foram pelo menos 99 no ano passado - e amputações são realizadas em praça pública com a utilização de uma espada.