Roubo de cargas gera protestos
São Paulo Transportadores de combustíveis do Estado de São Paulo fizeram ontem uma manifestação na via local da Avenida Presidente Castelo Branco, sentido Lapa–Penha, contra roubo de carga e pela segurança nas estradas. Segundo o presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado de São Paulo (Sindicam-SP), Norival de Almeida Silva, desde a segunda quinzena de outubro de 99, cerca de 200 caminhões foram roubados. Os prejuízos somam, em 120 dias, R$ 6,6 milhões. Para cada carga roubada os próprios motoristas arcam com R$ 33 mil. Os motoristas reivindicam mais segurança e deixar de pagar a quantia. Almeida informou que anteontem representantes da entidade reuniram-se com uma equipe de delegados de trânsito, para discutir soluções. Na quarta-feira, a reunião foi realizada com o subsecretário Estadual de Segurança Pública, Mário Papaterra. A categoria promete parar as rodovias do Estado caso as autoridades não tomem providências.