Campinas, SP, 28 (AE) - O Corpo de Bombeiros de Pirassununga concluiu hoje o resgate dos corpos das cinco crianças que haviam desaparecido no Ribeirão do Roque, em Santa Cruz da Conceição, SP. Com isso, subiu para sete o número de mortos no acidente com a caminhonete em que viajavam dez pessoas da mesma família, domingo à noite, na altura do quilômetro 199 da rodovia Anhanguera. O veículo caiu no ribeirão quando o motorista, José Carlos Mariano, perdeu o controle ao passar por uma ponte.
Foram resgatados hoje os corpos de Beatriz da Silva Bueno, de 9 anos, e dos irmãos Eric da Silva Mariano, de um ano de oito meses, e Carlos alberto Mariano, de 7 anos. No final da tarde de ontem (27) os bombeiros haviam encontrado os corpos dos primos Alison da Silva Bueno, de 11 anos, e Erica da Silva Mariano, de 12 anos. Na noite do acidente, foram resgatados os corpos de Andressa da Silva Bueno, de 2 meses, e de seu pai, Paulo Bueno, de 37 anos.
Os irmãos Eric, Erica e Carlos Alberto eram filhos do motorista José Carlos Mariano, que sobreviveu ao acidente. Também conseguiram se salvar a mulher do motorista, Maria Lindalva da Silva, e sua cunhada, Irene Maria da Silva Bueno. Os três sobreviventes estavam na cabine da caminhonete. As sete vítimas fatais viajavam na carroceria coberta por um toldo.As vítimas foram sepultadas hoje, em Pirassununga, onde residiam.
O tenente Samuel Rebessi Penteado, do Corpo de Bombeiros de Pirassununga, informou que o trabalho de resgate foi dificultado pelas chuvas, que elevaram o nível do ribeirão. Segundo ele, alguns corpos foram encontrados a 1,5 quilômetro do local do acidente. "A correnteza estava muito forte", explica.
A caminhonete, de placa BUQ-7642, de Pirassununga, havia saído de Santa Cruz da Conceição por volta das 19 horas de domingo. Covia muito e, ao cruzar a ponte, o motorista perdeu o controle do carro, que atravessou a grade de proteção e caiu no ribeirão. O carro ficou submerso e as vítimas foram arrastadas pela correnteza.