Sorocaba, SP, 20 (AE) - A Secretaria da Receita Federal autorizou hoje o início das operações da Estação Aduaneira do Interior (Eadi), em Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo. Com isso, empresas de 57 municípios da região que importam ou exportam mercadorias poderão liberar cargas nesse entreposto com economia de até 30% nos custos de armazenagem. Haverá também redução no prazo de espera da liberação, em relação às aduanas que vinham sendo utilizadas, do Porto de Santos e do Aeroporto Internacional de Viracopos.
A estação, conhecida como "porto seco", deve movimentar cerca de US$ 200 milhões anuais, segundo previsão da Receita. A empresa Aurora Terminais e Serviços, que obteve a concessão para administrar o terminal por um período de dez anos
contratou dez funcionários para o início das atividades. A Receita designou um profissional para o desembaraço das cargas. A estação ocupa área de 70 mil metros quadrados, na zona industrial de Sorocaba, e tem 25 mil metros de construção. Um galpão de 5,2 mil metros de área por 17 de vão livre será usado para estocagem vertical de paletes. Uma área externa de 5 mil metros foi reservada para o armazenamento de contêineres.