Nairóbi, 06 (AE-AP) - Rebeldes congoleses entraram em choque com forças governamentais ao longo do Rio Congo, causando grandes baixas durante o avanço dos insurgentes rumo a um importante porto, disse um líder rebelde nesta quinta-feira (06).
Jean-Pierre Bemba, líder do Movimento de Libertação Congolês - apoiado por Uganda -, informou que seus homens mataram cerca de 150 soldados do governo após ataque contra posições rebeldes quarta-feira em Kuka, 710 quilômetros ao nordeste da capital Kinshasa.
Outros 60 soldados morreram ontem em uma emboscada rebelde em Libanda, um vilarejo pesqueiro às margens do Rio Congo, disse Bemba em entrevista por telefone desde Gbadolite, no norte do país.
Não havia confirmação independente das afirmações de Bemba. Funcionários do governo não estavam disponíveis para comentar a questão.