Rebeldes atacam prisão e libertam 100 detentos8/Mar, 15:46 Bogotá, Colômbia, 8 (AE-AP) - As guerrilhas esquerdistas libertaram 100 detentos da prisão de uma pequena cidade durante um ataque noturno no qual usaram mísseis de fabricação caseira para atacar a delegacia, o fórum e um banco, disseram autoridades hoje. Nenhuma morte foi reportada nas seis horas de assalto, que só terminaram na manhã desta quarta-feira. O ataque foi executado por cerca de 200 guerrilheiros do maior grupo rebelde da Colômbia, as Farc (Forças Armadas revolucionárias da Colômbia), que, embora engajadas nas negociações de paz com o governo, recusam-se a adotar um cessar-fogo. Dezenas de fiéis ficaram presos a noite toda na Igreja católica de El Bordo, 420 quilômetros a sudoeste de Bogotá. As janelas da igreja explodiram na luta entre os rebeldes e os 40 policiais que defendiam a cidade. "Foi um ataque terrível", disse o padre da paróquia, Luis Carlos Rondon, à AP por telefone. Os rebeldes atacaram a prisão, desarmaram os guardas e soltaram todos os detentos, disse o diretor da prisão, Luis Eduardo Ledesma à rádio Caracol.