Rancho Alegre reforça prevenção à Covid-19

Morte de morador deixou em alerta a população do município do Norte Pioneiro

Viviani Costa - Grupo Folha
Viviani Costa - Grupo Folha

A morte de um morador de Rancho Alegre (Norte Pioneiro) com diagnóstico de Covid-19 deixou em alerta a população da cidade de, aproximadamente, 4 mil habitantes. O jovem de 18 anos sentiu fortes dores de cabeça e foi atendido na unidade de saúde do município no dia 12 de maio. Ele não apresentava sintomas da doença. O caso do novo coronavírus foi o primeiro confirmado na cidade.


Rancho Alegre reforça prevenção à Covid-19
Gilson Abreu/AEN
 


Após atendimento em Rancho Alegre, o paciente foi encaminhado para a Santa Casa de Cornélio Procópio. De acordo com o secretário de Saúde de Rancho Alegre, Mauro Aparecido da Silva, exames realizados no hospital indicaram um princípio de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e o rapaz precisou ser transferido às pressas para a Santa Casa de Londrina.




“Ele realizou uma cirurgia no crânio, mas não acordou dessa cirurgia. Os médicos comentaram com a família que, provavelmente, ele teria tido morte cerebral e que isso poderia ser constatado nos próximos dias. A morte foi de fato constatada e a família começou a ver a possibilidade de doação de órgãos”, contou.


O rapaz morreu na última sexta-feira (22). Conforme o secretário, o paciente foi diagnosticado com dengue. Outro exame realizado na Santa Casa de Londrina apontou ainda que o jovem havia sido infectado pelo novo coronavírus.


A Prefeitura de Rancho Alegre chegou a solicitar a realização do exame de Covid-19 depois do hospital ter registrado um surto da doença entre os funcionários após o atendimento de outro paciente infectado. Ao todo, 95 profissionais foram afastados da Santa Casa por suspeita de contaminação.


Com a presença do vírus no organismo do jovem de Rancho Alegre, não foi possível realizar a doação de órgãos. Conforme Silva, no atestado de óbito consta que dengue e Covid-19 contribuíram para a morte causada pela hemorragia intracerebral.


A família do rapaz foi submetida a exames para detectar o novo coronavírus. Enquanto aguardava os resultados, a prefeitura fechou o comércio e reforçou as orientações de prevenção à doença. Nenhum exame apontou resultado positivo para Covid-19. Todas as pessoas que tiveram contato com o paciente estão sendo monitoradas pelas equipes de saúde.


“Assim que soubemos do resultado positivo, durante a madrugada, nós já preparamos toda a nossa equipe. Eles foram até os familiares e fizemos todos os procedimentos necessários. Fechamos o comércio no sábado e no domingo e deixamos tudo sem funcionar até chegar o resultado dos exames. Agora as atividades já voltaram ao normal, mas todos com máscaras e com todas as medidas necessárias de proteção. A morte foi colocada como Covid-19 no boletim do Estado. Ele estava sim com o vírus, mas a morte não foi causada pelo vírus”, explicou.


O rapaz de 18 anos não teve o nome revelado. Segundo o secretário, o paciente era obeso, mas não apresentava outras comorbidades. Ele morava com os pais e era filho único. A cidade tem apenas este caso confirmado da doença.


A assessoria da Santa Casa de Londrina confirmou que o paciente chegou ao hospital após sentir dor de cabeça por alguns dias. "Exames detectaram um hematoma intracerebral. Ele fez procedimento cirúrgico e posteriormente evoluiu para morte encefálica. O protocolo atual para morte encefálica inclui o exame para coronavírus". Neste caso, o exame apresentou resultado positivo para Covid-19.




(Matéria atualizada às 17h50)

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo