Queda de avião causa morte de co-piloto na Bahia4/Mar, 16:52 Por Biaggio Talento Salvador, 4 (AE) - Mergulhadores encontraram na manhã de hoje, a dez metros de profundidade, o avião Xavante da Aeronáutica que caiu na Baía de Todos os Santos na noite de ontem(3). As equipes de busca localizaram o corpo do co-piloto, o tenente-aviador André Neves. O piloto, o segundo-tenente-aviador Ricardo Vargas de Carvalho Sposito, já tinha sido resgatado das águas da baía anteontem, com lesões leves, depois de ter apertado o botão ejetor da cabine e saltado de pára-quedas. Segundo comunicado da Aeronáutica, o avião pertence ao 1.º Esquadrão do 4.º Grupo Aéreo, com sede em Fortaleza. O Xavante seguia de Natal para a capital baiana em missão de treinamento. Quando Sposito preparava-se para pousar na Base Aérea de Salvador, o avião apresentou problemas. O piloto executou, então o procedimento recomendado para a situação: evitar que o aparelho caísse na área urbana e depois ejetar os tripulantes. O motivo pelo qual Neves não conseguiu saltar da cabine ainda é desconhecido. Foliões - A manobra executada por Sposito impediu, por exemplo, que o avião atingisse as praias de Salvador, lotadas de foliões que pulavam carnaval na noite de ontem. O aparelho caiu no mar próximo da Praia da Boa Viagem, conhecida pela festa de Bom Jesus dos Navegantes, realizada em 1.º de janeiro. A Igreja da Boa Viagem, onde se concentra a festa, é a mais cultuada pelos navegantes em Salvador. Construída na primeira metade do século 18, recebeu inúmeras doações de pessoas que, ao contrário do co-piloto, escaparam de acidentes no mar. As equipes de busca interromperam o trabalho à meia-noite de ontem e reiniciaram a procura da fuselagem por volta das 7 horas. O trabalho foi prejudicado pela má visibilidade na Baía de Todos os Santos, consequência da chuva registrada pela manhã em Salvador.