São Paulo, 12 (AE) - A privatização da Manaus Saneamento
autorizada pela Assembléia do Estado do Amazonas, está marcada para o dia 14 de março e já atrai grandes companhias internacionais do setor, Entre elas estão a Azurix, controlada pela Enron; a General DesEau e a Lyonnaise DesEau, francesas; a International Water, americana; e a brasileira Andrade Gutierrez.
O preço mínimo da Manaus Saneamento será definido nos próximos dias e publicado em edital pelo governo do Amazonas. O data room da Manaus Saneamento está sendo visitado pelas companhias. A empresa sucedeu a Companhia de Saneamento de Manaus, a Cosama. Sua privatização vinha sendo estudada pelo governo do Amazonas desde 1998 e para que ela fosse concretizada, foi preciso que se reestruturasse a companhia, para que se tornasse interessante para o investidor. A Manaus Saneamento é a responsável única pelo fornecimento de água e tratamento de esgotos da cidade de Manaus.