Primeiro dia do megaferiado SP tem queda de 35% em movimento no sistema Anchieta-Imigrantes


LUCIANO TRINDADE
LUCIANO TRINDADE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O primeiro dia do megaferiado decretado em São Paulo como medida para conter a disseminação do coronavírus teve queda de 35% no movimento de carros no sistema Anchieta-Imigrantes em comparação com o número registrado na última quarta-feira (13).

Segunda a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), desceram ao litoral 31.905 veículos contra 49.294 na semana passada, uma diferença de 17.389.



Outroas rodovias do estado também registram redução no número de veículos. No sistema Anhanguera-Bandeirantes, a queda foi de 4,2%. A Castello Branco e a Raposo Tavares registraram índice 6,1% menor em comparação a última quarta-feira. No Rodoanel, a queda foi de 4,3%.

"Os números mostram que a população está entendendo que este feriado não é para o lazer. É preciso manter o isolamento social como forma de combate à disseminação do coronavírus", afirmou João Octaviano Machado Neto, secretário estadual de Logística e Transportes.

Durante todo o feriado, a Polícia Militar fará operações nas rodoviais estaduais paulistas e cidades turísticas para intensificar ações de orientação sobre a necessidade do isolamento social para conter a pandemia.

Na terça-feira, prefeitos do litoral de São Paulo decidiram adotar medidas com o governo estadual, como barreiras nas entradas dos municípios, para conter uma possível invasão de turistas durante o megaferiado na cidade de São Paulo, que se iniciará nesta quarta-feira (20), com duração de seis dias.

Até o fim de semana, a Baixada Santista tinha mais de 3.800 casos do novo coronavírus, com 244 óbitos. A cidade de Santos, maior da região, tinha cerca de 80% de ocupação dos leitos de UTI.



O estado de São Paulo chegou a 69.859 casos confirmados e 5.363 óbitos nessa terça-feira (19).

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo