PRF disponibiliza R$ 157 mil a donos de veículos leiloados no Paraná


Reportagem local
Reportagem local

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) está em busca de proprietários de veículos que foram apreendidos e leiloados no Paraná no ano de 2018. São veículos em que o valor arrematado ultrapassou a quantia das dívidas pendentes e, por isso, o saldo restante pode ser repassado ao proprietário.


A resolução 623 do Contran disciplina a ordem de pagamento a ser realizado com o dinheiro arrecadado. Em primeiro lugar, paga-se o pátio que promoveu a guarda e remoção do bem. Em seguida, devem ser pagos os débitos relacionados ao licenciamento do veículo, débitos de IPVA, até o esgotamento dos valores com as diversas dívidas pendentes. Só depois de esgotados os pagamentos é que o proprietário pode solicitar o valor remanescente.




Ao todo são R$ 157.343,90 que estão disponíveis para os proprietários que tiveram seus veículos leiloados no ano de 2018. Após várias tentativas, esses proprietários não foram localizados pela instituição, que tenta restituir os valores.


Foi disponibilizada uma lista com nomes dos proprietários e placas do veículos para facilitar a localização.


De acordo com o coordenador da área de leilões da PRF no Paraná, Adaílson Souza, a pessoa que se encaixar no perfil procurado, deve acessar a lista para localizar o nome ou a placa do seu veículo. Encontrando, ela deve seguir os seguintes passos:


Após consultar a lista, entrar em contato com a comissão de leilões da PRF, pelo telefone (41) 3535-1939 ou e-mail [email protected] e fazer a solicitação. Os agentes da PRF farão a checagem da veracidade dos dados e, uma vez conferidos os dados, o valor devido será transferido para a conta bancária informada em, no máximo, 72 horas.


Caso o proprietário não entre em contato ou não seja encontrado, os saldos credores não reclamados serão mantidos em registros e contas bancárias do órgão ou entidade realizadora do leilão, pelo prazo de cinco anos, a contar da data do Termo de Homologação do Leilão, findo o qual serão recolhidos ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito.




As informações são da Agência PRF.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo