Montevidéu, 01 (AE-ANSA) - O presidente eleito do Chile, Ricardo Lagos, disse hoje (01) em Montevidéu (Uruguai), que quer aprofundar durante seu mandato as relações com o Mercosul.
"É a possibilidade que temos de nos inserir no mundo de forma regional", disse. No próximo dia 11 ele substitui o presidente Eduardo Frei. Para Lagos, o Mercosul não deveria avançar somente na integração comercial. "O Mercosul é mais que isso", disse. Na sua opinião, é preciso ter também ações políticas.
Sobre a possibilidade de uma moeda única, enfatizou que antes é necessário coordenar a política macroeconômica dos países do bloco. Para Lagos, somente avançando o processo de integração do Mercosul é que se poderá pensar na criação da área de Livre Comércio das Américas (Alca), defendida pelos Estados Unidos. "Só a partir daí é que será possível, a longo prazo, um acordo entre América Latina e Estados Unidos".