Prêmio Santista vai para área de telecomunicações e informática


Por Milton Bridi, especial para AE
Por Milton Bridi, especial para AE

Campinas, 17 (AE) - As pesquisas sobre a utilização da fibra ótica na telecomunicação digital e a criptografia, que consiste na segurança e autenticidade de dados enviados via rede de computadores -, garantiram o prêmio Santista científico a dois professores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O prêmio é um dos mais respeitados na comunidade acadêmica e pela primeira vez, em 44 anos, são escolhidos cientistas da área de telecomunicações e informática.
O professor Rege Romeu Scarabucci, titular da Faculdade de Engenharia Elétrica, pesquisa o avanço tecnológico na área de transmissão digital desde a década de 70. "O sistema de telecomunicações no País, ainda não pode ser comparado aos melhores do mundo por falta de investimento nos setor", disse o professor, lembrando que, do ponto de vista científico, o Brasil desenvolve pesquisas equiparadas aos países mais adiantados em telecomunicações, como Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França e Japão.
Para o cientista, o País investiu muito no setor nos anos 70, quando o sistema de comunicação existente na época era equivalente aos melhores do mundo. "O Brasil ficou para trás porque nos anos 80 não houve investimento, agora, com a abertura de mercado, estamos dependendo de tecnologia trazida de fora pelas empresas que adquiriram o sistema Telebrás", acrescentou.
O professor Scarabucci foi o primeiro coordenador de pós-graduação da Faculdade de Engenharia da Unicamp. Ele formou um grupo de pesquisadores que impulsionou o desenvolvimento da transmissão digital no Brasil. "Para cada ligação analógica a uma central pública era necessário antes até dois pares de fios, o que tornou o sistema inviável em função da expansão do setor"
disse.
A transmissão digital, feita através de fibra ótica, melhorou o sistema e garante um numero maior de pessoas utilizando a rede. "O volume de ligações pode chegar até a 100 milhões a mais em comparação a uma mesma linha analógica", explicou o cientista.
O professor Cláudio Leonardo Lucchesi, do Instituto de Computação, desenvolveu projeto que garante a segurança na transmissão de dados on line. A tecnologia desenvolvida pela Unicamp vem sendo utilizada na proteção de caixas automáticos, transação comercial via Internet, comunicação do governo brasileiro com as embaixadas e por oficiais das Forças Armadas. "Por se tratar de questão de segurança este tipo de pesquisa é pouco divulgado", disse Lucchesi.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo