São Paulo, 05 (AE) - A Secretaria Municipal de Transportes modificou a velocidade máxima permitida nas avenidas de São Paulo com o objetivo de padronizar a sinalização e adaptar as condições da cidade às regras do Código de Trânsito Brasileiro. Este ano, 433 quilômetros das vias arteriais com canteiro central devem receber sinalização padronizada.
As avenidas com canteiro central e duas ou mais faixas de tráfego passam a ter a velocidade máxima sinalizada de 70 km/hora. Nas avenidas sem canteiro central, mas também com duas ou mais faixas de tráfego, fica estabelecido o limite máximo de 60 km/hora. Hoje esses limites variam entre 40 e 70 km/hora, dependendo do trecho. A padronização não mudará a sinalização das curvas, que permanecerá em 40 ou 50 km/hora.
De acordo com a assessoria de comunicação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a padronização de sinalização de velocidade máxima em 70 km/hora já foi feita na Avenida Radial Leste. Em janeiro, passará a valer no Elevado Costa e Silva e no corredor formado pelo Túnel Ayrton Senna, Túnel Tribunal de Justiça, Avenida Juscelino Kubitschek, Túnel Jânio Quadros e Avenida Lineu de Paula Machado.
Em fevereiro, será padronizada a sinalização de velocidade nas avenidas do Minianel Viário: Salim Farah Maluf, Luiz Ignácio de Anhaia Mello, Juntas Provisórias, Tancredo Neves e Bandeirantes. Padronização de velocidade máxima em SP: Vias de trânsito rápido com pista local e acostamento, como as Marginais - 90 km/h (já padronizada) Vias de trânsito rápido sem pista local e acostamento, como a Avenida 23 de Maio - 80 km/h (já padronizada) Túneis e viadutos: limite de velocidade passa de 50, 60 e 70 km/h para 70 km/h (será padronizada) Vias arteriais tipo I (com canteiro central), como a Avenida Radial Leste: limite de velocidade passa de 40, 50, 60 e 70 km/h para 70 km/h (será padronizada)