Salvador, 12 (AE) - A investida do Ministério das Minas e Energia para tentar baixar o preço dos combustíveis começou a surtir efeito na capital baiana. Depois que o ministro Rodolpho Tourinho anunciou, no final de semana, a criação de seis postos reguladores em Salvador, vinte estabelecimentos (a maioria revendedores da BR Distribuidora) reduziram hoje entre 5% e 7% o preço da gasolina, cujo litro estava sendo cobrado a R$ 1,32, um dos mais caros do País. Com a redução, o litro ficou entre R$ 1 24 a R$ 1,26.
Tourinho havia revelado que a margem de lucro dos postos de combustíveis de Salvador alcançava, em média, R$ 0,20, o dobro dos do Rio de Janeiro e São Paulo. Ele disse que, com o funcionamento dos postos reguladores, a tendência é que o preço da gasolina caia ainda mais. Segundo o ministro, o preço do produto em Salvador deveria ser no máximo de R$ 1,25. A única refinaria do Nordeste, a Landulpho Alves, está situada na região metropolitana da capital baiana, o que deveria contribuir para que o combustível comercializado na área fosse um dos mais baratos do Brasil.
O empenho do ministro para reduzir o preço da gasolina coincide com as especulações, surgidas esta semana em Salvador, de que Tourinho (cujo padrinho político é o senador Antonio Carlos Magalhães - PFL/BA) é um dos fortes candidatos à sucessão do governador da Bahia, César Borges (PFL).