Assine e navegue sem anúncios [+]
FRIO -

Pitanga e Telêmaco Borba registram chuva congelada nesta quarta-feira


Vitor Ogawa - Grupo Folha
Vitor Ogawa - Grupo Folha

Não havia previsão, mas moradores de Pitanga e em Telêmaco Borba puderam conferir o fenômeno da chuva congelada na manhã desta quarta-feira (28). O fenômeno durou cerca de três minutos. Segundo o chaveiro Edson Souza, o fenômeno ocorreu um pouco antes das 10 horas. “Não era uma chuva grossa, era mais sólida, mas não era igual ao granizo”, destacou. Ele ressaltou que o que caiu nem chegou a formar uma camada fina nas superfícies dos carros. “Ela ficou bem espalhada. Não chegou a ficar branquinha.”

Outra testemunha foi a empregada doméstica Terezinha Viviurka, também moradora de Pitanga, que acreditava que o fenômeno tratava-se de neve. "Eu nunca tinha visto neve. Até me emocionei. Só não me emocionei mais porque foi bem pouquinho”, declarou.

Ela conta que anos atrás, quando nevou em Guarapuava em 2013, chegou a cogitar ir até lá. “Desta vez eu vi e fiquei contente. Nem acreditei”, relatou.

No momento que  ocorreu o fenômeno, segundo ela, os termômetros estavam registrando 3ºC, mas a sensação térmica era de -1ºC.  

Segundo Samuel Braun, do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), pelas imagens dos vídeos que foram publicados nas redes sociais, não foi neve que caiu, mas chuva congelada. "Teve mais chuva congelada. A diferença é que a chuva congelada é bem fininha, mas dá para perceber que não é neve porque quando atinge a superfície dá o que a gente costuma chamar de pipocada, porque se parece com uma pipoca. É um granizo bem miudinho. A neve flutua de maneira diferente", explicou.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo