Nova York, 10 (AE-DOW JONES) - Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta na New York Mercantile Exchange (Nymex). Depois de registrarem perdas em seis sessões consecutivas, os contratos futuros de petróleo podem ter finalmente atingido o nível mais baixo entre US$ 24,10 e US$ 24 00 o barril.
Quebrar a marca de US$ 24,10 o barril foi a meta estabelecida pelos participantes que apostam na baixa do mercado no início da sessão. Este é o ponto mais baixo que o mercado recuou ao longo das últimas cinco semanas após três tentativas frustradas de subir acima dos US$ 27,15, nível mais alto em nove anos alcançado em novembro. Havia expectativas de que a quebra desse nível (US$ 24,10) desencadeasse um movimento pesado de venda dos futuros de petróleo.
O mercado chegou a negociar abaixo desse nível, mas o recuo foi de apenas US$ 0,08, para US$ 24,02 o barril. À tarde, o mercado mudou sua tendência para alta e, nos minutos finais da sessão, os futuros reagiram forte, quando aqueles que apostam na baixa perceberam que o mercado não fecharia a sétima sessão consecutiva em baixa. "Ao longo das últimas seis sessões, houve forte movimento de venda no final da sessão. Acredito que as pessoas estavam posicionadas para isso, mas quando isso não ocorreu, começou a haver a cobertura de posições vendidas", disse o analista de energia da Paribas em Nova York, Tom Bentz.
O mercado está de olho agora nos números do relatório semanal do American Petroleum Institute (API) sobre os estoques norte-americanos, divulgado às terças-feiras.
Na avaliação de um analista, se o relatório revelar nova queda nos estoques norte-americanos, os futuros de petróleo poderão interromper a correção que levou a uma queda acumulada de US$ 2 60 o barril, entre 28 de dezembro e 7 de janeiro.
Os contratos de petróleo para fevereiro fecharam a US$ 24,67 o barril, alta de US$ 0,45. A mínima foi de US$ 24,02 e a máxima, de US$ 24,75.