Partidários do Kuomitang exigem saída de líderes19/Mar, 17:58 TAIPÉ, 19 (AE-AP) - Partidários do Kuomintang, o partido governista derrotado nas eleições presidenciais de ontem, realizaram violentos protestos nas ruas da capital taiwanesa hoje (19), Taipé, e em outras cidades para pedir a demissão de todo o Comitê Central. Ao menos quatro pessoas ficaram feridas. Em Taipé, milhares de pessoas concentram-se desde ontem à noite em frente da sede central do Kuomintang e do palácio presidencial, de onde a polícia antidistúrbios vem repelindo a multidão com canhões de água. Os manifestantes exigem também que o atual presidente do país, Lee Teng-hui, seja destituído imediatamente da direção do partido. Lee anunciou para setembro sua demissão, a do vice-presidente Lien Chan - o candidato derrotado - e a de toda a direção. Mas isso não satisfez os partidários do Kuomintang, que exigem medidas mais radicais e responsabilizam Lee pela derrota, por ele ter expulsado dos quadros e da direção da organização o dissidente James Soong - que se candidatou como independente e ficou em segundo lugar. Os irados nacionalistas alegam que uma aliança entre Soong e Lee teria impedido a vitória do democrata Chen Shui-bian. Chen exortou a população a dar a Lee o "respeito que merece e manter a ordem". A eleição de Chen impôs ao Kuomintang sua primeira grande derrota após mais de 50 anos no poder e provocou um grave cisma em suas fileiras. O dissidente Soong anunciou hoje a formação de um novo movimento político e o grande perdedor, Lien não apareceu em público. Segundo assessores, ele estava comemorando o aniversário da mulher.