Parente explica a FHC restituição de difetenças de sa;ário3/Mar, 17:52 Brasília, 03 (AE) - Em exposição de motivos hoje encaminhada ao presidente Fernando Henrique Cardoso, o ministro-chefe da Casa Civil, Pedro Parente, informa sobre os procedimentos a serem adotados para que se cumpra determinação do presidente para que seja restituída a diferença entre o atual salário dele (R$ 8.500,00) e o teto salarial decidido ontem (02) pelos presidentes dos três poderes (R$ 11.500,00, que será o salário de ministro do Supremo Tribunal Federal), tão logo seja aprovada emenda constitucional fixando o teto do funcionalismo. O teto do funcionalismo será incluído na proposta de emenda constitucional que fixa o subteto. Esta emenda está tramitando numa comissão especial da Câmara. Na exposição de motivos hoje encaminhada ao presidente, Parente informa que os órgãos competentes do governo o instruíram a fazer a restituição por meio de Documento de Arredacação de Receitas Federais (Darf), código 3762 (outras receitas eventuais), indicando tratar-se de "Restituição Voluntária de Parcela de Vencimentos".