Assine e navegue sem anúncios [+]

Paraná confirma mais de 600 casos de dengue em dois meses


Viviani Costa  Reportagem Local
Viviani Costa Reportagem Local

O Paraná confirmou 669 casos de dengue entre a primeira semana de janeiro e a primeira semana de março deste ano. O número é cinco vezes maior em comparação com o mesmo período do ano passado. A quantidade de casos confirmados em 2019 saltou de 129 (no boletim epidemiológico de 8/1) para 798 (no boletim epidemiológico de 6/3).

O balanço divulgado pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) considera o total confirmações desde o início do período epidemiológico da doença, sempre no mês de agosto.

No mesmo período de 2018 (entre janeiro e março), foram confirmados apenas 128 casos de dengue no Paraná. No boletim do início de janeiro do ano passado, foram 371 confirmações. No começo de março, o boletim apontou 499 casos.

Em 2019, o total de notificações aumentou de 4.923 para 13.404. Mais de 4.000 casos permanecem em investigação. As cidades de Uraí e Lupionópolis enfrentam epidemia da doença. A situação é constatada quando há a proporção de 300 casos confirmados para cada 100 mil habitantes.

Os municípios de Rancho Alegre, Santa Mariana, Capanema, Itambé e Moreira Sales estão em estado de alerta, quando há a proporção de 100 a 299 casos confirmados para cada 100 mil habitantes.

O secretário de Saúde de Rancho Alegre, Reginaldo Estuqui, destacou que os agentes de endemias atuam de forma constante, inclusive aos finais de semana. "Estamos tentando controlar o número de casos orientando a população e passando a UBV costal (inseticida) nas ações de bloqueio. Se aumentarem as confirmações, vamos pedir o fumacê", comentou. Segundo Estuqui, que assumiu o cargo em janeiro, um projeto de lei tramita na Câmara de Vereadores para multar proprietários de terrenos baldios onde forem encontrados focos de dengue. Desde dezembro, foram confirmados 16 casos da doença.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Santa Mariana informou que os trabalhos de prevenção seguem os protocolos de combate à doença. São realizadas ações de bloqueio após a confirmação dos casos, além de atividades para conscientizar a população sobre o combate ao Aedes aegypti. Neste final de semana, será realizada uma mobilização para a limpeza de terrenos em bairros onde houve o maior número de casos confirmados. Funcionários da Secretaria de Viação e Obras farão o recolhimento dos materiais descartados pelos moradores. Conforme a secretaria, 25 casos de dengue foram confirmados em Santa Mariana desde janeiro. Em Londrina, a Sesa confirmou 208 casos na cidade desde agosto do ano passado.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo