Para Gregori, ditadores passarão a responder por seus crimes2/Mar, 18:36 Por Sandra Sato e Chico Araújo Brasília, 02 (AE) - O secretário de Estado dos Direitos Humanos, José Gregori, acredita que, mesmo que a Corte britânica tendo decidido libertar o ex-ditador do Chile Augusto Pinochet, o caso indica que os ditadores passarão a responder por seus crimes. "A atitude adotada pela Inglaterra foi um ato moral que sinaliza o fim da impunidade aos ditadores", acredita o secretário. Ao contrário da avaliação do ministro do Interior britânico, Jack Straw, de que dificilmente o general Pinochet virá a ser julgado em outro País por causa de seus problemas de saúde, o secretário Gregori espera que o Chile julgue o ex-ditador pelos crimes dos quais está sendo acusado. O secretário Gregori também lamentou a não aplicação da legislação internacional que trata os casos de desrespeito aos direitos humanos. O Tribunal Internacional Penal, com sede prevista para Haia (Holanda), apesar de já ter sido aprovado em Roma, ainda não está funcionando para cuidar de delitos como os que Pinochet é acusado de ter cometido. Sobrevôo - A assessoria de imprensa do Ministério da Aeronáutica informou que foi solicitada ao Brasil permissão para o avião da força aérea chilena, que trazia o ex-ditador da Inglaterra, sobrevoar o espaço aéreo brasileiro no caminho de volta ao Chile, depois de Pinochet passar 17 meses detido em Londres. Nenhum pedido para pouso no aeroporto de Recife para reabastecimento foi feito até o fim da tarde.