Jerusalém, 20 (AE-AP) - Um detento palestino morto em uma prisão de Israel enforcou-se com uma corda, informou nesta quinta-feira (20) um oficial israelense, descartando acusações de tortura.
Guardas da prisão de Tel Mond, no norte de Israel, encontraram o detento, Lafi al-Rajabi, enforcado com uma corda em 14 de janeiro, dois dias após sua transferência temporária, disse a porta-voz da Autoridade Penitenciária Orit Messer-Harel.
O grupo palestino de direitos humanos LAW informou ontem em comunicado escrito em inglês que al-Rajabi "morreu sob custódia após assumir ter sido torturado pela polícia de Israel".