Londres, 28 (AE-DOW JONES) - Um acordo para aumento da produção de petróleo a partir de 1º de abril pelos países membros da Opep poderá ser levado adiante sem a adesão do Irã se necessário, disse uma fonte da Opep esta manhã. "Isto já aconteceu antes e poderá acontecer novamente", afirmou a fonte, referindo-se a acordos anteriores quando os níveis de produção foram alterados sem o consentimento de todos os membros. Normalmente, a Opep toma suas decisões em consenso.
O ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali Naimi, disse que o Irã é o único membro da organização que atualmente se opõe a uma elevação efetiva na produção a partir do vencimento do programa de corte vigente. A Arábia Saudita e outros membros do Golfo defendem elevação de 1,716 milhão de barris por dia, o que efetivamente reverteria os cortes acertados em março de 1999.
Outros membros da Opep, como Venezuela, Nigéria e Líbia, talvez ainda precisem de um pouco mais de esforço para concordarem com o montante proposto pela Arábia Saudita. Um representante da Opep disse à agência Dow Jones que ainda há tempo para negociações com o Irã, as quais poderiam inclusive chegar à liderança do país.