Notas7/Mar, 20:35 Rio, 07 (AE) - A carnavalesca Rosa Magalhães, que acompanhou o desfile da Imperatriz Leopoldinense ao lado da ala das baianas, saiu satisfeita com o resultado. "Se Deus quiser vai dar campeonato", disse. "Mas a gente nunca sabe o que vai acontecer." A Imperatriz entrou na avenida com 3 mil componentes divididos em 27 alas. Cerca de metade do número de integrantes do Salgueiro, para não prejudicar a evolução da escola, verdadeira obsessão de Rosa. O paraibano Gilvan de Brito aproveitou o desfile de hoje da União da Ilha do Governador para fazer cenas de seu primeiro longa-metragem, A Inesperada Visita do Imperador. A fita conta a inusitada história da "participação" de d. Pedro I no carnaval de 2000. "É um filme dentro de outro filme; o diretor vai registrar o desfile e d. Pedro aparece para reclamar do roteiro", disse o produtor Juca Cardoso. A produção de Gilvan de Brito tem a participação dos atores Norton Nascimento e Marcelo Escorel, que representa o imperador. Segundo Cardoso, a direção da União da Ilha fez uma única exigência: os técnicos deveriam usar fantasias, para evitar que a filmagem prejudicasse a evolução da escola. A União da Ilha, do carnavalesco Mario Borrielo, pode não disputar o título, mas deu a volta por cima. A escola terminou o carnaval de 1999 com o barracão incendiado e afundada em dívidas. A Beija-Flor cercou de mistério a coreografia dos destaques do carro alegórico alusivo ao navio negreiro. O trunfo era o suposto realismo da encenação do estupro de uma negra por homens brancos na parte de trás do carro. Para quem não esteve na Marquês de Sapucaí, o mistério permanece. Apesar de os locutores da transmissão terem mencionado as "cenas fortes" do estupro, a Rede Globo preferiu mostrar só a parte da frente do carro. Os postos médicos do sambódromo atenderam 421 foliões nos três primeiros dias de carnaval, a maioria com problemas por consumo excessivo de álcool, mal-estar e distúrbios gastrointestinais. Ontem, cerca de 188 pessoas foram atendidas até meia-noite. Não houve casos graves. Um homem não-identificado morreu no choque violento de uma picape Saveiro com um reboque que levava um carro alegórico, na madrugada de ontem, na Barra da Tijuca, zona oeste. Vicente de Paula Giorgio, de 24 anos, que dirigia a Saveiro, sofreu uma lesão no fígado e foi levado em estado grave para o hospital. O rapaz que estava no banco de passageiros foi decapitado. A polícia encontrou uma garrafa de uísque na Saveiro.