Brasília, 28 (AE) - Pouco antes de encerrar o seu depoimento à CPI dos Medicamentos, Nicéa Camargo, sugeriu a instalação de uma CPI para investigar o enriquecimento do presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães. Nicéa disse que não entende por que o Congresso Nacional ainda não criou uma CPI para fazer essa investigação.
A ex-mulher do prefeito de São Paulo, Celso Pitra, disse que o ex-governador do Estado, Orestes Quércia e o investidor Naji Nahas estiveram com Pitta para lhe oferecer dinheiro e o aconselhar a aceitar recursos de donos de empresas que prestam serviço ao município. O objetivo era constituir um caixa para que Pitta pudesse pagar bons advogados para defendê-lo futuramente. A visita de Quércia e Nahas a Pitta, segundo Nicéa, foi depois de a CPI dos Precatórios ter investigado o envolvimento do prefeito no esquema de emissão irregular de títulos do município. Em troca do dinheiro, os empresários, segundo Nicéa, teriam preferência em licitações de "cartas marcadas".