São Paulo, 02 (AE) - Para a Prefeitura de São Paulo, os alagamentos ocorridos na zona leste foram causados pelo excesso de chuva e pela falta de vazão dos Rios Tamanduateí e Tietê. De acordo com o secretário de Comunicação Social da Prefeitura, Antenor Braido, o problema vem do Tietê. "Houve muita chuva na cabeceira do rio, em Salesópolis, e por isso houve refluxo", afirmou. Segundo ele, esses seriam problemas do governo do Estado.
Segundo Braido, não houve descuido na manutenção das bocas-de-lobo e na limpeza das vias públicas. "Desde setembro já limpamos 500 mil bocas-de-lobo e desde o início da tarde cem homens estão fazendo a limpeza na Vila Prudente". Ele também culpou o excesso de chuva. "Em 5 horas o índice acumulado de chuva chegou a 270 milímetros, e graças aos piscinões do Caguaçu e Limoeiro a coisa não foi pior."
Já o secretário estadual de Recursos Hídricos, Antônio Carlos Thame, afirma que o governo estadual está fazendo sua parte ao criar seis piscinões às margens do Tamanduateí. "Nos últimos 30 meses aumentamos em 100% a vazão do Tietê e só estamos na primeira parte do programa", afirmou. Para Thame, a Prefeitura deveria estar mais atenta à limpeza urbana e de bueiros que, para ele, são as principais causas dos alagamentos.