Cuiabá, 05 (AE) - Quatro pessoas morreram e uma ficou em estado grave em consequência da queda de um avião monomotor, hoje, no Rio Pixaim, município de Poconé, a 170 quilômetros de Cuiabá (MT). O acidente ocorreu por volta das 10 horas. AS vítimas fatais são o piloto da aeronave Gilberto Santos, a dona de casa Mara Campos e seus dois filhos, William, de dez anos e Eva Beatriz, de 2. A única sobrevivente, a comerciante Elisabeh Torfilho Campos, está internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa. As causas do acidente ainda são desconhecidas.
Pessoas que passeavam de barco no Rio Pixaim - afluente do Rio Paraguai -, ajudaram no socorro e resgate dos corpos. Técnicos do Departamento de Aviação Civil (DAC) - órgão ligado à Aeronáutica - estão no local para recolher todas as peças do avião visando descobrir as causas do acidente. Segundo o sargento Antônio Nazaré da Costa, chefe da seção do DAC em Cuiabá, até o início da noite o órgão tinha poucas informações a respeito do acidente. Peritos Brasília devem estar amanhã em Cuiabá para analisar as causas da queda do avião.
O avião Cesna 172-M, prefixo PT-KLB, de propriedade de João Geraldo Rodrigues, saiu de Poconé com destino à Fazenda Paraíso, a 200 quilômetros da cidade. Com exceção do piloto, os demais mortos moravam na cidade de Poconé. Em menos de dois anos
cinco aviões monomotores caíram em Mato Grosso. Dez pessoas morreram.