Montevidéu, 07 (AE-AP)- O ex-jogador Diego Armando Maradona, que na terça-feira foi internado na Unidade de Terapia Intensiva Clínica Cantegrill em Punta del Este, no Uruguai, em consequência de uma overdose de drogas está impedido de deixar o país. De acordo com o jornal "La República", de Montevidéu, a justiça vai esperar o jogador se recuperar; depois pretende interrogá-lo e deverá manter Maradona no país até a solução do caso.
Segundo o jornal, não está descartada a possibilidade de Maradona ir parar na prisão, caso seja indiciado por tráfico de drogas. A polícia uruguai está a procura de um traficante da cidade de Maldonado, que teria fornecido ao astro argentino um coquetel de drogas durante uma festa, na madrugada de terça-feira.
Maradona deixou a UTI do hospital no começo da noite de ontem. Com a melhora em seu quadro de hipertensão e arritmia, o ex-jogador foi transferido para o Centro de Cuidados Intermediários.