São Paulo, 01 (AE) - Mais duas privatizações na área de energia em São Paulo deverão ocorrer até o final do ano: a próxima será a da área 3 de distribuição de gás natural, em abril próximo, através de uma licitação, em que o comprador se obrigará a investir em médio prazo R$ 100 milhões para o atendimento das necessidades da região. Já há interessados na compra da área 3, entre as quais a Enron americana, Gas Natural espanhola e outras.
O preço mínimo da área 3 será divulgada em breve, mas técnicos revelaram que ela será semelhante ao da área 2, que ficou com a Agip, ao redor dos R$ 100 milhões . As outra privatização será da Cesp Paraná, uma companhia que gera 7 mil megawatts. Essa privatização ocorrerá por meio de um leilão em bolsa de valores, entre agosto e setembro.
No caso da área 3, a Comgás, que administra a área 1 de gás natural em São Paulo, e a Agip, que ganhou licitação para a área 2, poderão entrar em um consórcio minoritariamente, o que para elas é interessante, pois têm tecnologia para ceder e que baratearia os investimentos na área 3.