Lucro da Springer cresceu 22,5% em 996/Mar, 12:07 Por Sergio Bueno Porto Alegre, 6 (AE) - A Springer Carrier, fabricante de condicionadores de ar com sede em Canoas (RS) controlada pela norte-americana Carrier Corporation, apurou lucro líquido de R$ 61,093 milhões em 1999. O resultado é 22,5% superior ao do ano anterior e gerou uma rentabilidade de 43,8% sobre o patrimônio líquido de R$ 139,2 milhões registrado em 31 de dezembro passado conforme balanço publicado nesta segunda-feira. O desempenho da empresa foi possível graças ao crescimento de mais de três vezes nas exportações e de 123% nas receitas financeiras líquidas. Deveu-se ainda aos R$ 42,8 milhões registrados em outras receitas operacionais líquidas não especificadas no balanço. A receita líquida da companhia cresceu 19,7% no ano passado, para R$ 396,7 milhões. As vendas brutas aumentaram praticamente na mesma proporção, de R$ 400,8 milhões para R$ 478 3 milhoes. Os embarques ao mercado externo, que fecharam em R$ 103 milhões, apresentaram uma expansão de 210%, enquanto o faturamento bruto no País avançou apenas 2,1%, para R$ 375,2 milhões. Conforme os dados divulgados pela Springer, as receitas financeiras líquidas aumentaram de R$ 7,8 milhoes para R$ 17,5 milhoes no período. De acordo com as notas explicativas que acompanham o balanço, o rendimento foi proporcionado por aplicações em notas de exportação e títulos indexados ao dólar mais juros de mercado. Em 31 de dezembro do ano passado, a companhia tinha R$ 18,5 milhões em caixa e R$ 44,8 milhões em aplicaçoes financeiras. A Springer também está discutindo na Justiça a manutenção de créditos equivalentes a R$ 90 milhões como prêmio de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre exportações desde 1990 e de outros R$ 29 milhões em créditos de ICMS, estadual, entre 1997 e 1999. Segundo o balanço, a empresa nao constituiu provisões referentes a estes valores porque são "boas" as perspectivas de resultados favoráveis nessas discussões.